quarta-feira, 18 de abril de 2018

É tarde

De tantos pormenores
são feitos os sonhos
Tenho saudades
Saudades de encontrar o caminho
Saudades de encontrar o luar
E de tantas saudades
Me falta o ar
Puxo um cigarro
Trago nele o teu sabor
Travo
Solto
Livre de pensamentos
Livre de medos
Que te prendiam
O fumo envolve o meu rosto
Como a tua mão me faz falta
No mei corpo
Que grita mudo por ti
Sera que se te chamar
Tu voltas para mim?

Suspiro
Atiro o cigarro ao chão
Piso a sua chama

Nada aqui faz sentido
Quando foi que me perdi?
No chão uma pequena chama
do que resta do meu cigarro
beijado pelo meu batom

Sorrio e penso em ti
Nos beijos que ficaram por trocar
É tarde
Tarde de mais para nos

segunda-feira, 16 de abril de 2018

No teu amor

A lua desce no horizonte
Gentil e delicada
O vento sopra na noite quente
Por entre a copa das arvores
Um mocho voa baixo para apanhar a sua presa

Todos os caminhos
São iluminados por pirilampos
Sei de cor o meu caminho
Porque o meu caminho é em ti

E não olho para tras
Porque esse não é o caminho
Desde que te conheco
Nunca estou sozinho

Vem a aurora
Vem o luar
Encontro sempre o meu lugar
No teu abraço
No teu abrigo
No teu amor

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Kyubi 🐾

Um coração fora do peito
Um amor maior
Só quem ama os animais consegue compreender quando digo que são como filhos. É um amor incondicional. Não pedem nada e dão tanto amor.
Eu sempre quis ter um gato. Desde pequena que pedia por um... e a minha prima deu me um coelho. Eu tinha os meus 9 anos e era com a ideia que um coelho não dura muito... o Mickey viveu 15 anos.
Foi depois de 1 ano de luto que finalmente tive o meu gato. E ele era perfeito. Naquela loja pequena uma senhora tinha o deixado só para mim, levei-o em braços para casa e naquela noite dormimos juntos.
Eu e o meu Kyubi
O kyubi sempre foi carinhoso, independente e gordooo... menino da mamã...
É por isso que posso falar de amor incondicional.
A sua personalidade, a forma como pede comida na mesa do jantar, as suas turras...









Faz hoje 4 meses que partiu... e o meu coração partiu também. No final de um ano que foi duro,  a morte do Kyubi chegou como que uma facada na alma.
Infelizmente o figado dele estava com problemas. Deixou  de comer  e beber... e no vet disseram que era o melhor... na altura estava sozinha e não tinha forças para consentir... mesmo perante o olhar do meu kyubi... 
O meu pai   e o meu namorado vieram ter comigo e despedimo-nos dele... 
Não tem um dia que não pense nele e na falta que me faz e de como me fez feliz nestes 9 anos. Sou mt grata de o ter tido na minha vida 
Apesar da dor
Agora esta em paz

Desenho by me

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Lentamente
A luz começa a fugir
Foge-me também o ar
As palavras
Os gestos
Está tão escuro
Esta tanto frio
Gela me a alma e os pensamentos
Sinto-me a afogar








Falta tão pouco
Para a luz se tornar escuridão
Eco
Eco
Silencio no coração

Cai uma gota
Será chuva?
Serei eu a chorar?
Sinto-me a afogar









Afogar

quinta-feira, 29 de março de 2018

Tagtag

Tag

A linda Andreia Morais do blog as gavetas da minha casa encantada lançou um desafio. E decidi fazer este Tag só por diversão
Neste sentido irei responder com 1 unica palavra as questões  colocadas

Perguntas & Respostas:

1. Onde está o teu telemóvel? bolso

2. Teu parceiro? Kiko

3. Teu cabelo? curto

4. Tua mãe? Linda

5. Teu pai? Belo

6. Sonho da noite passada? Nhecos

7. Bebida favorita? 7up

8. Carro dos teus sonhos? Mini

9. Local onde estás neste momento? bus

10. Teu/tua ex? Nop

11. O teu medo? Et

12. O que desejas ser em 10 anos? mommy

13. Com quem passaste a noite passada? Kiko&Nana

14. O que não és? Sarcastica...

15. O que fizeste por último? BICHA

16. O que estás usando? phones

17. Livro preferido? Sevenwaters

18. Última coisa que comeste? bolacha

19. Tua vida? Nice

20. Teu humor? Belo

21. Teus amigos? Blood

22. Em que estás a pensar neste momento? Fila...

23. O que é que estás a fazer neste momento? Honesta

24. Teu verão? quaseLá

25. O que está a passar na tua tv? No-Tv-Im-in-a-bus

26. Quando sorriste pela última vez? agora?

27. Quando choraste pela última vez? Manha

28. Escola? nop

29. O que estás a ouvir neste momento? Hamilton

30. Hobby preferido? desenhar

31. Profissão de sonho? desenhar

32. Teu computador? pifou

33. Do lado de fora da janela? cai*chuva

34. Cerveja? nop

35. Comida mexicana? YeahBaby

36. Inverno? primavera

37. Férias? hope

38. Em cima da tua cama? lencois

39. Amor? muito

quarta-feira, 28 de março de 2018

Hamilton

Em Maio de 2017, no final de uma despedida de solteira, conheci Hamilton. Na altura o rap foi feito por uma adolescente e mexeu comigo, deixou me curiosa. Assim quando tive oportunidade mergulhei naquele mundo.

Para quem não conhece Hamilton é um musical, pelo fantastico Lin Manuel Miranda, que rapidamente se tornou um dos meus idolos, e conta a história de Alexander Hamilton : um orfão, filho de prostituta, imigrante, secretario do tesouro dos estados unidos da América.
A sua história é inspiradora, as musicas estão feitas de tal forma que fiquei apaixonada por Alexandre, fiquei a conhecer e compreendo perfeitamente.

Na musica "my shot"

I am not throwing away my shot
I am not throwing away my shot
Hey yo, I’m just like my country
I’m young, scrappy and hungry
And I’m not throwing away my shot

Ou quando entramos mais na sua mente "hurrican"

In the eye of a hurricane
There is quiet
For just a moment
A yellow sky

When I was seventeen a hurricane
Destroyed my town
I didn’t drown
I couldn’t seem to die

I wrote my way out
Wrote everything down far as I could see
I wrote my way out
I looked up and the town had its eyes on me

O musical esta cheio de personagens que o seu lema/ a sua musica nos toca. Mas de todas as personagens de todas as histórias aquela que mexe comigo é a de Eliza. Uma das Schuyler, e que casou com Alexander Hamilton.

Eliza é uma personagem simples, mas com um amor imenso. Por Hamilton, pelas suas irmãs, ela não é uma mulher política apesar de o seu pai e Hamilton serem politicos, e não se trata do facto de ser mulher em 1778, pois a sua irmã mais velha Angelica estava envolvida em politica. Eliza era simples e a sua simplicidade e inocencia e o seu amor na  voz da fantastica 
Philipa Soo comove-me muito.

O facto de ela viver o momento, de aquele amor  ser o suficiente para ela. Diz me muito.

segunda-feira, 26 de março de 2018

No meio do caos

No meio do caos
Vejo as cores da primavera
Vejo sonhos por pintar
No meio da escuridão
Tenho luz
no meu coração
Eu nunca sai
No teu abrigo
Eu tambem quero
Quero conhecer
Tecer cada desejo
Quero ser brisa no ar
Que seja um dia
Belo
E em breve tenho
Um novo  destino
Um sonho por realizar
No teu abrigo
Aprendo a amar

Muito obrigada por todas as mensagens deixadas na minha ultima publicação. Estava com receio de me expor assim. Muito obrigada pela força 💖💖