quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Pagina 1

Talvez esta seja a publicação mais importante que vou fazer neste espaço... e para o fazer vou reunir toda a minha força, por isso se não houver nada de agradável a se dizer, por favor, o silencio as vezes é bem vindo.

Todos nos sabemos que um Livro não se julga pela capa, tem de se ler, para conhecer a sua historia, para nos podermos apaixonar por cada uma das suas personagens e paisagens, e pintar cada momento. É preciso dedicar tempo para o conhecer.
Então porque é que ainda se julgam as pessoas pela aparência.

Desde que me lembro, que tenho excesso de Peso. E só muito recentemente comecei a aceitar me como eu sou, tem sido uma luta constante e todos os dias existe esta luta. Mas devagar, muito devagar vou me aprecebendo que sou mais do que uma rapariga gordinha, que sou mais do que a rapariga calada que toda a gente aponta o dedo e se ri. Mas a muitos dias que me esqueço de quem sou. E do Valor que devia de dar a mim mesma.

O facto de quando eu era muito pequena e ser muito magra e de pele clara é algo que a minha familia vai sempre recordar. Naquela altura supostamente eu era Feliz, pelo menos não era gorda, mas era muito palida, estava doente e tinha umas Olheiras profundas. Os meus avos pensaram que estava mesmo muito doente e começaram me a dar muita comida, e desde ai, nunca mais consegui perder o peso extra.

A verdade é que eu nunca me vi como tenho exesso de peso quando era mais nova, sim havia bulling e batiam-me e insultavam-me mas não era isso que me deixava triste, e eu admiro essa atitude da pequena Lena. Alias ainda hoje algumas colegas da primaria recordam que eu era a unica menina que quando levava reguada da professora não chorava. Eu não chorava com reguada, em lutas, em insultos, eu não chorava, porque eu queria ser mais Forte, porque eu ia ser mais forte, e se eles não queriam me conhecer nem ser meus amigos paciencia.
Daquela turma eu tinha 1 amiga verdadeira. e Até hoje ela é a minha Melhor amiga.

Por muito que tente estar bem comigo mesma, por muito que queira voltar a ignorar, a verdade é que se torna impossivel quando o esforço para me magoarem é tão forte.
Se eu tivesse de escolher 3 momentos que mais me marcaram em violencia deste sentido...

O Facto de me pedirem para peder peso para que outras pessoas Lhes digam que sou bonita.
Sim, Pessoas do meu Sangue, Pediram "Ve la se perdes peso para que as visinhas me digam que es bonita" "Podias ser mais Bonita que uma rosa"

Me perguntarem se eu Namorava e com a resposta Negativa, me olharem de cima a baixo e dizer "Precebe-se porque" - E foi assim que esta rapariga se apresentou a mim no 1 dia de escola, por escolha estupida da minha parte quis ser amiga dela ainda assim, hoje esta bloqueada.

E pessoas que nunca vi na vida, pessoas que nem sei como se chamam e que acham que tem o Direito, não, o DEVER de me aconcelhar sobre a minha vida
eu estar a beber um chá e retirar 1 pacote de Açucar e a Senhora que estava a espera de ser atendida diz a empregada "Esta nao precisa de açucar"
Estar a Subir a escadas para apanhar o comboio para ir ao Ginasio, Que sim, eu vou ao Ginasio. E uma senhora me estar a fazer uma ESPERA na plataforma e diz me "Eu estava a segurar o Elevador para ti" "Obrigada mas não foi preciso" "mas es demasiado Gorda para subir  escadas" e depois eu Bloquei o resto que a senhora ia a comentar enquanto andava ao meu lado e do meu namorado acabando por me dizer ainda "só quero ajudar, estes jovens hoje, ingratos, vou falar com o meu medico sobre isto" e não é que Ironia do destino no dia seguinte a mesma Mulher me vem falar e diz "Falei com o meu medico e ele concorda comigo não devia andar a subir escadas"
Penso que a ultima situação foi o ano passado (alias todas estes tesouros sao de 2014\2015 tirando o da familia que ja vem de LOOOoooonga data) em que estou a beber um cafe com uma colega de trabalho e partilho com ela um pequeno, pequenino, pequenissimo, quadrado de chocolate Preto. Eis que do NADA, juro que não sei de onde caiu a senhora, Se senta entre nos uma Senhora que me diz "não devias comer chocolates, ja vistes como es gorda"

Na verdade sim, na verdade todos os dias eu vejo no espelho, na roupa, no banho, eu reparo bem no tamanho que tenho, conheço-o, conheço bem o meu corpo, e vou conhecendo os seus limites.
Quando me dizem "Devias ter vergonha" mas senhora anonima eu tenho vergonha, ora bem, eu tenho vergonha, eu sinto me mal, eu choro a noite quando estou mais perdida em mim mesma. Mas eu tenho algumas luzes, eu tenho uma leque maravilhoso de pessoas que me fazem sentir como se eu fosse uma princesa, que cuidam de mim quando eu estou prestes a desistir, que me fazem acreditar.

Amor duro comigo não resulta e algumas pessoas da minha familia tem a melhor intençao do mundo quando me recordam que eu nunca serei feliz ou ter a minha familia enquanto for gorda, mas, a verdade é que o meu namorado me conheceu quando eu estava mais cheinha ainda, e ele esta comigo, e ele ama-me independentemente de como eu sou fisicamente. Ele faz me sentir como se eu fosse a Mulher mais bonita do Mundo, e sei que para ele , eu sou. E isso é Tudo o que me importa.

Qualquer uma destas confissoes Podia ser minha, ja passei, e passo por elas.
O motivo que me leva a fazer este Post Tão pessoal é porque Eu ja tentei muitas vezes fazer dieta, perder peso ser saudavel, não por rotulos que as pessoas me possam atribuir de futuro nao para que me digam que sou bonita, mas porque eu quero ainda aqui ficar muito tempo, eu tenho uma Familia que me adora, indepentemente de por vezes me dizer coisas que me magoam muito, tenho um namorado que me ama muito, tenho amigos dos melhores que uma gordinha podia desejar, e eu quero uma Vida maravilhosa ao Vosso Lado.

Por isso, este Post muito pessoal vai ser o primeiro de uma Jornada
Uma Jornada que irei fazer e que me podem acompanhar
Desta vez eu vou ficar saudavel
Eu vou fazer o esforço extra
Eu vou procurar ser melhor
Eu vou a Luta
E eu vou ser Feliz
MUITO FElIZ
<3

Este post surge tambem, porque quando decidi fazer esta publicaçao, estava a procura de Imagens para ir ilustrando estes Diarios, e li varias vezes "Dear Fat people" na altura não liguei muito mas eram tantos mas tantos textos com o mesmo titulo que fui ver o que era toda aquela confusao
e resumindo é lixo
é lixo doentio de uma barbi
por isso, em vez de porcaria eu vou por aquela que para mim foi a melhor respsota a esse Video
obrigada <3

8 comentários:

  1. Imagino o sofrimento!
    Eu tenho 58 anos e também tenho peso a mais...gostaria de emagrecer um pouco mas a vida stressada que levo não ajuda nada! Já andei em nutricionistas mas precisava de ser mais arrojada nesta batalha!
    Tento caminhar para me sentir bem e não sinto nenhum tipo de complexo...pois fui sempre "fortinha"!
    Mas se és nova...arrisca pois é bem mais fácil! Bj

    ResponderEliminar
  2. Imagino o sofrimento!
    Eu tenho 58 anos e também tenho peso a mais...gostaria de emagrecer um pouco mas a vida stressada que levo não ajuda nada! Já andei em nutricionistas mas precisava de ser mais arrojada nesta batalha!
    Tento caminhar para me sentir bem e não sinto nenhum tipo de complexo...pois fui sempre "fortinha"!
    Mas se és nova...arrisca pois é bem mais fácil! Bj

    ResponderEliminar
  3. Wow nem sei o que dizer, as pessoas conseguem mesmo ser cruéis. Ainda hoje não consigo perceber onde está o mal de se ser gordinho e porque é que as pessoas apontam e olham quando comem um doce. És uma pessoa de coragem mesmo porque aguentar tudo o que tiveste de passar que não é nada fácil. Obrigada por partilhares a tua história e fico feliz de saber que estás bem contigo mesma.
    Um grande beijo

    ResponderEliminar
  4. Aceitarmo-nos como somos nem sempre é um processo fácil, mas com luta e persistência vamos conseguindo. E também é isso que nos permite mudar por nós e não pelas opiniões dos outros.
    Força!

    r: Muito obrigada *.*

    ResponderEliminar
  5. Conheço bem essas dificuldades. É um processo longo e difícil aceitarmo-nos e amarmo-nos a nós próprias, é uma luta constanste para nos libertarmos da escravidão dos estereótipos de beleza da sociedade. Muita força.

    Beijinhos ♥
    http://lovingmypinkbubble.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Bom, mais vale mais tarde do que nunca xP (devia existir uma opção qualquer para receber notificações quando tivesses um post novo! Ainda irei investigar!)

    Antes de mais, aplaudo a tua coragem por falares tão abertamente desta questão q eu sei q, para ti, não terá sido nada fácil. Mas afinal de contas, o q custa é sempre dar aquele primeiro passo, e eu sei q isso já fizeste.
    Este é só mais um desafio q irás superar, como já superaste muitos outros! O difícil já conseguiste q foi olhares-te no espelho e reconheceres-te como uma pessoa q merece ser feliz e q apenas merece o melhor para si, apesar de ouvires o contrário, durante anos. Apesar de ouvires palavras denegridoras, ao invés de palavras encorajadoras.

    "Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo...", já dizia o grande Fernando Pessoa.

    Como bem disseste, hoje foi só o primeiro dia. Amanhã vai ser mais fácil :) o difícil já está alcançado! **

    ResponderEliminar
  7. Não há como não desistir de nós próprios, independentemente de como sejamos :)) força :D

    ResponderEliminar
  8. Sei o que são estes relatos. Conheço bem.

    Sempre fui gorda, ainda sou gorda, já fui mais gorda ainda e aos poucos aceitei-me. Aceitei cada centímetro do meu corpo, aprendi a valorizar cada kg, aprendi a reparar nos meus detalhes bonitos e aprendi a construir uma pessoa maravilhosa em mim: que passa alegria aos outros. Aprendi a amar-me.

    E... foi por ter aprendido a amar-me tanto que eu, desde Março deste ano, olhei-me no espelho e falei comigo mesma. "Eu gosto tanto de mim. Será que eu não quero ter uma melhor qualidade de vida? Eu amo-me tanto e, por isso, por me amar tanto... eu não quero ser a melhor versão de mim mesma?" E é, eu quis e continuo a querer. Desde esse dia, desde o dia em que me pesei aquele dia e levei uma chapada da realidade bem no meio da cara... que eu venho a cuidar de mim. Mudei os meus hábitos, percebi o que eu fazia mal e fui conquistando os meus objectivos a pouco e pouco. Gosto tanto de mim e gosto ainda mais por ter tido a coragem de sair da zona de conforto e desafiar-me a mim mesma na caminhada, na dura luta, por uma vida saudável.

    Ainda falta muito. MUITO mesmo. Mas eu não vou desistir. E vou permitir que caia umas vezes mas vou sempre levantar, reerguer, subir o peito e olhar em frente. Continuar.

    E quero dizer-te para tu começares. Insistires, persistires. Gostares de ti. Cuidares de ti.

    Muita força.

    Beijinho

    ResponderEliminar